atestado-medico-para-piscina-de-condominio-e-obrigatorio-larapp

Atestado médico para piscina de condomínio: é obrigatório?

As áreas de lazer se tornaram comuns em condomínios. Afinal, esses espaços proporcionam entretenimento e, inclusive, podem valorizar imóveis localizados no empreendimento. Além das quadras, salões de jogos e playgrounds, a piscina é uma alternativa clássica para a diversão dos moradores. Entretanto, uma dúvida recorrente sobre o assunto diz respeito ao atestado médico para piscina de condomínio.

Como síndico, se mostra necessário garantir a segurança dos moradores, mas qual a melhor maneira de fazer isso quando falamos desse recurso? É necessário exigir a apresentação do atestado médico para piscina de condomínio? Para descobrir a resposta dessas e de outras dúvidas sobre o tema, continue lendo nosso post:

O atestado médico para piscina de condomínio é obrigatório?

Não existe uma lei que exija a apresentação de um exame médico liberando o acesso de moradores e visitantes à piscinas localizadas em condomínios que contemple todos os municípios e estados brasileiros. Porém, o empreendimento pode definir uma regra condominial que demande a apresentação do atestado médico para piscinas de condomínio.

A importância da definição desse tema

É importante que o regimento interno tenha regras claras sobre a administração, uso e circulação de todas as áreas de lazer do condomínio, inclusive a piscina. Dessa maneira, é importante que a utilização desse espaço seja realizada sem qualquer tipo de risco para a saúde e integridade de seus frequentadores.

O primeiro passo seria proibir o uso da piscina por pessoas com doenças que possam ser transmitidas pela água, como otite e micose, além de censurar o uso de moradores ou visitantes com ferimentos abertos ou qualquer tipo de curativo. Em seguida, é indicado exigir a apresentação do atestado médico para piscina de condomínio. Veja a seguir todos os benefícios desse documento:

Evita prejuízos à saúde dos frequentadores do espaço

Garantir a saúde e bem-estar dos moradores deve ser uma das prioridades de todos os síndicos. Exigindo a apresentação do atestado médico para piscinas de condomínio, é possível diminuir consideravelmente a possibilidade de transmissão de doenças pela água.

Obviamente, se mostra inviável exigir que os moradores submetam-se à exame constante (o prazo mais indicado é de seis meses). Porém, por meio da exigência do atestado, o condomínio pode se posicionar de forma mais contundente sobre o tema.

Auxilia na manutenção da piscina

Sim, quem cuida da conservação de piscinas sabe que algumas práticas são fundamentais para garantir que a água do espaço seja limpa e que não coloque em risco à saúde de seus frequentadores. Por exemplo, o uso do cloro na dosagem correta é indispensável para isso.

Desse modo, o atestado médico para piscina de condomínio é uma espécie de complemento para os esforços do síndico com relação a limpeza e manutenção periódica desse espaço tão importante nesses empreendimentos.

Ajuda na regulamentação do uso da piscina

A piscina é um espaço coletivo. Desse modo, cada condomínio pode definir regras claras sobre a sua utilização. Nesse sentido, a apresentação do atestado médico de piscina para o uso desse recurso auxilia a tornar esse espaço mais seguro.

Outras normas comuns em piscinas de condomínios

Outras-normas-comuns-em-piscinas-de-condominios-larapp

Além do atestado médico para piscina de condomínio, existem outras regras que podem ser implementadas no regimento interno do empreendimento para regulamentar a utilização desse espaço. É importante destacar que o que falaremos a seguir são apenas sugestões. Por isso, antes de definir as obrigações, considere as especificidades do alojamento:

  • Utilizando a piscina ou perto da área de lazer, o consumo de alimentos e bebidas é proibido;
  • O manuseio ou posse de qualquer item de vidro ou material cortante é vedado;
  • Crianças não devem frequentar a piscina desacompanhadas;
  • A área da piscina deve contar com um aviso que vete a circulação ou presença de animais no espaço;
  • Não é permitido entrar na piscina com protetor solar ou qualquer loção que suje a água;
  • Moradores ou visitantes que entrem na água devem levar suas toalhas a fim de não molhar o espaço em excesso e, assim, evitando colocar em risco à segurança de outros frequentadores.

Como o atestado médico para piscina é feito?

Você conhece todos os benefícios de exigir a apresentação do atestado médico para piscina de condomínio. Agora, quais os elementos que não podem faltar nesse documento? Veja:

  • Data da consulta médica;
  • Nome do paciente (morador ou visitante do prédio);
  • Confirmação da permissão do uso da piscina;
  • Nome, assinatura e registro profissional do médico.

Gostou do nosso conteúdo sobre o atestado médico para piscina em condomínio? Se tiver dúvidas, não deixe de entrar em contato com a Lar para te ajudar na gestão do seu condomínio!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn