Administradora de condomínios - Lar.app

Como criar um bicicletário para condomínio


Postado em 09/04/2020

Segundo dados da pesquisa Origem e Destino do Metrô, de 2019, o uso de bicicletas aumentou 24%. Ou seja, mais pessoas escolhem o uso do meio de transporte limpo, ao invés de carros particulares ou transporte público. Dado esse cenário, o bicicletário para condomínio se torna uma ótima opção para atender às necessidades dos moradores.

Antes de criar esse espaço dentro do empreendimento, é preciso entender as necessidades dos moradores e avaliar se a construção realmente é viável. Continue lendo nosso post e saiba como criar um bicicletário para condomínio!

Entendendo as necessidades dos condôminos

Antes de criar uma nova área comum no condomínio, é preciso checar se realmente há a necessidade dos moradores em relação ao uso do espaço. Do contrário, o possível dinheiro a ser investido pode ser realocado em outras ações.

Para criar um bicicletário para condomínio, faça uma breve pesquisa com os moradores do empreendimento e confira se o espaço é útil para parte deles. Feito isso, leve a pauta para a assembleia para que os condôminos aprovem.

Avaliando o espaço

Quando pensamos na implantação do bicicletário para condomínios em empreendimentos já existentes, um dos maiores impasses é a falta de espaço.

É certo que ao longo dos anos, moradores novos chegam e moradores antigos se vão. Porém, é preciso fazer uma estimativa de quantas bicicletas há no condomínio e se o regulamento da área comum permitirá mais de um veículo por unidade.

Dessa forma, o espaço necessário para desenvolver o bicicletário para condomínio deverá ser calculado de acordo com a quantidade de bicicletas que comportará.

Disposição do bicicletário

O bicicletário para condomínio pode ter duas disposições diferentes:

  • bicicletário de chão: normalmente, é mais barato. Porém, esse modelo costuma comportar menos vagas para bicicletas. Além disso, esse modelo ocupa mais espaço nas áreas do condomínio.
  • bicicletário de parede: ocupa menos espaço e é relativamente mais caro. Contudo, esse modelo costuma comportar mais vagas para bicicletas.

No momento de escolha, será necessário avaliar o orçamento disponível que o empreendimento possui para investir no espaço. Nessa hora, a administradora de condomínio tem grande responsabilidade para auxiliar o síndico durante as cotações e realização de orçamentos.

Regulamento do bicicletário para condomínio

Assim como o salão de festas ou a piscina, o bicicletário para condomínio também precisa ter suas regras para que a boa convivência entre os condôminos seja mantida. Sendo assim, após realizado, é indicado que o regulamento seja apresentado aos moradores em assembleia.

Uma das recomendações da LAR.app, é que o condomínio deixe claro que não se responsabiliza por roubos, furtos ou danos causados no veículo. Sendo assim, o recomendado é que os moradores prendam suas bicicletas com cadeados e sempre façam vistorias ao guardá-las no bicicletário para condomínio.

Vantagens do bicicletário em condomínios

Com o bicicletário para condomínio, os moradores ganham mais comodidade. Não precisam fazer esforço subindo escadas ou colocar suas bicicletas dentro dos elevadores para levá-las até suas unidades.

Seguindo esse raciocínio, os moradores ganham mais espaço em suas casas. Separar um lugar para guardar suas bicicletas deixa de se necessário. Além do mais, os apartamentos ficam livres da sujeira e impureza que os pneus podem trazer da rua!

Gostou do nosso conteúdo sobre bicicletário para condomínio? Compartilhe em suas redes sociais nos botões ao lado e não deixe de conferir os outros conteúdos do blog da LAR.app!