Contabilidade de condomínio: conheça os benefícios


Postado em 23/10/2019

Muitas são os deveres de síndico: convocar assembleias, garantir que o regimento interno seja respeitado e cobrar as contribuições de moradores e proprietários. Porém, uma grande responsabilidade acaba passando despercebida por alguns profissionais: a contabilidade de condomínio.

Esse trabalho é um investimento importante em qualquer empreendimento do tipo. Afinal, com base em sua análise, é possível tomar decisões embasadas, inteligentes e assertivas, que ajudam o síndico em seu trabalho. Por isso, confira agora mesmo os benefícios da contabilidade de condomínio e as diferentes formas de realizá-la:

A contabilidade de condomínio é obrigatória?

Não! De acordo com o Código Civil, é inexistente qualquer regra legislativa referente a contratação de um profissional contábil em um condomínio. Segundo o Conselho Federal da categoria, não existe um estabelecimento de normas definido sobre essa prática. Isso quer dizer que é responsabilidade de cada condomínio definir como seus relatórios financeiros serão preparados.

Entretanto, apesar da contabilidade de condomínio não ser obrigatória, o Código Civil destaca a necessidade de que o síndico preste contas do empreendimento à assembleia e realize as cobranças das taxas condominiais. Dessa maneira, a prática auxilia o profissional no cumprimento dos seus deveres e traz inúmeros benefícios.

e-book-gratuito-gastos-recorrentes-financeiro

Quais as vantagens desse tipo de contabilidade?

Sabemos que, como síndico, você precisa fazer a melhor gestão financeira do condomínio. O que quer dizer que cada gasto deve ser feito com atenção. Desse modo, alguns profissionais ficam receosos na realização da contabilidade para condomínio. Para tirar suas dúvidas sobre o assunto, separamos algumas importantes vantagens desse trabalho:

Facilita a gestão de tributos

A gestão tributária de condomínio precisa ser realizada de modo eficiente. Dessa forma, é possível evitar gastos inúteis e manter a regularidade fiscal exigida pela lei. Apesar do fato de que esse tipo de empreendimento não deve pagar o Imposto Renda de Pessoa Jurídica, se mostra necessário pagar impostos mensalmente.

Porém, é preciso ficar atento quanto a algumas obrigações da contabilidade de condomínio, como o pagamento do FGTS, INSS, ISS, COFINS, entre outros. Além disso, o síndico precisa realizar a declaração de imposto de renda retido na fonte (DIRF). Para aprender a fazer isso, acesse nosso post sobre o assunto.

Ajuda no controle de gastos

Todo bom contador, sabe: é preciso fazer um bom controle patrimonial. Desse modo, para o síndico, é imprescindível ter acesso a todos os gastos do empreendimento, o que foi recentemente adquirido, o resultado das últimas reformas, etc. Assim, a contabilidade para condomínio ajuda a nortear as decisões do profissional e evita gastos indevidos.

É importante destacar que preparar o orçamento da receita e despesas de condomínio é uma das responsabilidades do síndico segundo o Código Civil. Nesse sentido, é essencial ter um controle firme sobre as finanças por meio de balancetes.

Reforça sua qualidade como profissional

Esse provavelmente deve ser o ponto mais importante da realização efetiva da contabilidade de condomínio. Com a profissionalização do síndico, essa posição é cada vez mais concorrida. O que significa que é preciso convencer os condôminos da qualidade de sua gestão a fim de assegurar sua função.

Por meio de uma contabilidade de condomínio bem feita, você consegue tratar as finanças de modo transparente, evitando desconfortos com os moradores e proprietários do empreendimento. Essa prestação de contas também é necessária para a função. Porém, é preferível que seja realizada de modo assertivo. Isso resulta em confiança no seu trabalho!

Quais as alternativas do síndico sobre a contabilidade de condomínio?

Contabilidade-de-condominio-conheca-os-beneficios-larapp

Você provavelmente deve estar pensando: entendi a importância da contabilidade de condomínio. Agora, como faço esse trabalho? Bem, o primeiro passo é definir quem será a interface responsável por essa atividade. Conheça as principais opções abaixo:

  • Contador autônomo: se o seu condomínio não é de grande porte, pode ser uma boa ideia em investir em um profissional do tipo. Antes da contratação, busque referências sobre sua especialização na área;
  • Escritório de contabilidade: alguns escritórios possuem profissionais especializados em determinadas áreas. E o mesmo acontece com a contabilidade de condomínio. Se o empreendimento em que você atua possuir uma rotina financeira mais complexa, pode ser indicado buscar uma empresa que te auxilie com esse serviço.
  • Administradora de condomínio digital: trabalhando em conjunto com o síndico, uma administradora de condomínio digital auxilia uma série de processos contábeis. É importante destacar que sua utilização pode ser feita em conjunto com o trabalho de um contador autônomo ou um escritório especializado nessa área;
  • Faça a sua própria contabilidade: o síndico pode ser responsável pela contabilidade de condomínio. Lembre-se aqui da importância de sempre realizar os pagamentos das obrigações tributárias. A organização é outra característica muito importante para essa prática!.

Gostou das nossas dicas?Agora a contabilidade de condomínio no seu empreendimento será mais assertiva e inteligente. Deixe seu comentário falando sobre o assunto ou compartilhe esse post em suas redes sociais!

e-book-gratuito-gastos-recorrentes-financeiro