gerente-predial-aprenda-tudo-sobre-a-funcao

Gerente predial: aprenda tudo sobre a função

O aumento no número de condomínios e a complexidade dessa gestão foi responsável pela criação de uma nova figura dentro desses empreendimentos: o gerente predial. As funções desse profissional às vezes podem se confundir com as atribuições de um zelador. Porém, eles não possuem o mesmo papel.

Para esclarecer essa e outras dúvidas sobre o trabalho do gerente predial, criamos esse conteúdo para te ensinar os principais aspectos dessa função. Ficou com vontade de saber mais sobre o assunto? É só continuar lendo nosso post:

Gerente predial: o que faz?

gerente-predial-o-que-faz

O gerente predial auxilia o síndico no gerenciamento de diferentes funções, como os processos administrativos, gestão de pessoal e contratação de terceiros. Além disso, costuma ser o responsável pelo desenvolvimento e manutenção das áreas de lazer de condomínios.

Antes restrito aos conjuntos comerciais, o gerente predial pode ser encontrado também nos prédios residenciais. Isso vai muito de encontro com a maturidade e complexidade atingida por alguns condomínios do tipo, que precisam do auxílio de um profissional como o gestor predial na execução e planejamento de algumas atividades.

Gerente predial e zelador: qual a diferença?

O zelador é a figura que cuida do dia a dia do condomínio. É esse profissional que garante o bom funcionamento do empreendimento e realiza uma série de tarefas para auxiliar a vida na comunidade. Pode fiscalizar as áreas comuns e ainda dar direcionais para o trabalho da equipe de limpeza, seguranças e porteiros.

Enquanto isso, como falamos anteriormente, o gerente predial tem atribuições um pouco mais estratégicas e, às vezes, burocráticas. Assim, processos administrativos devem ser realizados por esse gestor, enquanto o zelador, quase sempre, fica mais em contato com moradores e funcionários do condomínio.

O dia a dia do gestor predial

o-dia-a-dia-do-gestor-predial

As atribuições do gerente predial são definidas conforme as necessidades do condomínio e do síndico. Porém, na maioria dos casos, essas são as principais atividades do profissional:

  • Cotação de fornecedores;
  • Gerenciamento dos prestadores de serviço;
  • Inspeção de áreas comuns do condomínio, para garantir o bom funcionamento das mesmas;
  • Posicionar-se como ponto de contato entre síndico e administradora;
  • Prestação de contas sobre suas atividades para o síndico.

Como se tornar um bom gerente predial

A fim de manter um bom desempenho nessa função, é preciso acompanhar alguns indicadores e sempre executar determinadas tarefas. Confira as nossas dicas sobre o assunto:

  • Conhecer as principais leis sobre condominios;
  • Aprender muito sobre o regimento interno e a convenção condominial do empreendimento em que atua;
  • Dominar as normas técnicas que regem esse universo;
  • Ficar por dentro das novidades e tendências sobre o mercado de condomínios;
  • Se interessar por elétrica e hidráulica.

Quais as principais características para executar a função?

Você já deve saber que não importa a sua profissão, existem algumas características importantes que, muitas vezes, superam os conhecimentos técnicos. São essas qualidades que tornam um profissional tradicional em uma pessoa acima da média. Confira:

  • Organização e atenção aos detalhes: como uma considerável parte do trabalho do gerente predial envolve tarefas burocráticas, é preciso ficar focado e estar sempre de olho nas letras miúdas;
  • Liderança: o gestor predial é um líder e precisa se sentir confortável no direcionamento da equipe. Desse modo, deve ser alguém que delegue tarefas e inspire o time;
  • Agilidade na tomada de decisões: aconteceu algum problema? Então, esse profissional precisa pensar em uma solução rapidamente. Principalmente nos casos em que o síndico fica fora do condomínio, é essencial que o gerente predial tenha autonomia para agir no dia a dia;
  • Empatia e facilidade em criar relações: isso não vai acontecer sempre, mas o gestor predial também deve se comunicar com os moradores do condomínio. Isso significa que é preciso se esforçar para nutrir um bom relacionamento com os condôminos.

Posso ter esse profissional no meu condomínio?

Antes de procurar por um gerente predial, é preciso pesquisar na convenção condominial se existe alguma proibição para a execução desse trabalho. Além disso, nossa sugestão é que o tema seja discutido em assembleia. Isso aumenta a transparência sobre uma nova contratação e te ajuda a vender esse profissional como um investimento – não um novo gasto.

Normalmente, o gestor predial costuma ser encontrado em grandes condomínios, com muitas unidades ou em comunidades de imóveis de alto padrão. Porém, essa função não precisa ficar restrita à esse perfil de prédio!

Gostou das dicas? Então, compartilhe nosso guia sobre o gerente predial em suas redes sociais.