Prestação de contas no condomínio: como a agilidade melhora a eficiência

Prestação de contas no condomínio: como a agilidade melhora a eficiência

A gestão de condomínio, como de qualquer empresa, deve ser rotineiramente avaliada e aprimorada. É indicado que os responsáveis pelo dia-a-dia desse empreendimento reportem resultados e esclareçam dúvidas do conselho e síndico. Porém, o que muitas pessoas não sabem, é que a prestação de contas no condomínio precisa ser realizada com atenção.

Realizar essas atividades com rapidez e transparência não é tão simples quanto parece. Afinal, durante a prestação de contas de condomínio, muitos profissionais deixam a desejar. Infelizmente, esse cenário prejudica a tomada de decisões em momentos importantes e, por fim, desvaloriza seus ativos. Para te ajudar, vamos mostrar como empresas, condomínios e a LAR fazem parte desse assunto.

Como funciona a prestação de contas nas empresas

Para empresas listadas em bolsa de valores, por exemplo, a prestação de contas ocorre trimestralmente. Isso ocorre em conjunto com a divulgação do balanço e relatórios financeiros de acordo com os padrões da Comissão de Valores Mobiliários. Conhecida apenas como CVM, é o órgão regulador para esse tipo de companhia. Geralmente, os relatórios abordam resultados financeiros, evolução de receitas, custos e projeções.

Em outras empresas, como as limitadas, a prestação de contas ocorre com maior ou menor periodicidade. Além da inclusão de outros detalhes, pode contar com a abordagem da estratégia da companhia, apresentação de novos produtos, desempenho dos funcionários ou impacto de sustentabilidade.

Não importa o setor em que a empresa atua. Em todas, a necessidade de que a prestação de contas seja feita com rigor e precisão é muito clara. Infelizmente, muitos não enxergam a necessidade de fazer o mesmo em condomínios. Mas, vamos falar mais sobre isso a seguir.

Como fazer prestação de contas no condomínio?

Como os condomínios não apuram lucro, nem são regulados por algum órgão como o CVM, fica a cargo da administradora e do próprio empreendimento estabelecerem seu calendário. Na maioria dos condomínios, essa atividade acontece mensalmente. Normalmente, a prestação de contas ocorre quando a administradora envia os demonstrativos sobre a arrecadação, gastos e inadimplência.

Entretanto, essa atividade costuma ser extremamente morosa, ineficiente e burocrática. Em alguns casos, sua execução é atrasada em mais de 30 dias. Isso prejudica seriamente a saúde financeira do condomínio, postergando decisões que já poderiam ter sido tomadas, caso a informação certa estivesse “na mão”.

Essa atividade, no entanto, costuma ser extremamente morosa, ineficiente e burocrática, chegando em alguns casos a um atraso de mais de 30 dias na sua execução, algo que prejudica seriamente a saúde financeira do condomínio, postergando decisões que já poderiam ter sido tomadas, caso a informação estivesse ‘na mão’.

Prestação de contas tradicional

Desse modo, a alta dependência de papelada é o principal inimigo dos condomínios. Tradicionalmente, as administradoras dependem do uso de papel em sua rotina, seja no pagamento de contas, prestação ou comunicação.

E, como esse custo acaba sendo repassado para o condomínio, muitas não se preocupam com eficiência. Isso ocorre no envio de malotes e entregas com frequências altíssimas, que inflam custos e geram atrasos.

Como isso funciona na LAR?

Como você já deve saber, aqui na LAR, prezamos pela transparência e rapidez na comunicação. Não importa se essa troca de informação seja com os condôminos ou seus representantes. Dessa forma, desenvolvemos uma prestação de contas para condomínio realizada em até 2 dias úteis após o fechamento do mês.

Esse processo acelerado possibilita que os síndicos e conselheiros tomem decisões importantes para a saúde financeira do condomínio com maior rapidez, sem que ocorram interrupções em serviços ou outras limitações que possam prejudicar os condôminos. Dessa maneira, todos ganham!

Prestação de contas de condomínio otimizada

Tudo isso só é possível com o uso da tecnologia em todos os âmbitos da gestão do condomínio, seja no financeiro, no departamento pessoal ou no jurídico.

Desse modo, conseguimos entregar a informação ao tomador de decisão com agilidade e segurança, sem precisar de papelada, carimbos e envelopes. Não é justo que o seu condomínio pague mais pela ineficiência da sua administradora, não é mesmo? Peça um orçamento e compare agora mesmo.

Compartilhe esse post nos botões das redes sociais abaixo!