Administradora de condomínios - Lar.app

Qual a função do porteiro de condomínio?


Postado em 05/03/2020

Todos os dias quando entramos e saímos de nossos condomínios, somos surpreendidos com um “Bom dia”, “Boa tarde” ou “Boa noite”. Geralmente, a pessoa que nos concede esse cumprimento é o porteiro de condomínio. Devido à correria do dia a dia, algumas pessoas deixam de contribuir essa gentileza. Porém, essa função é de extrema importância e deve receber atenção.

Quando falamos sobre a função do porteiro, algumas dúvidas podem surgir quanto ao assunto. O salário, a forma de contratação (CLT ou terceirizado), se portaria remota faz mais sentido e até mesmo qual é o escopo de trabalho da função são alguns dos questionamentos. Nesse post, iremos responder todas essas dúvidas. Continue lendo!

Quais são as funções do porteiro?

As funções do porteiro de condomínio podem variar de acordo com o contrato de trabalho do profissional. Confira algumas das mais comuns:

Controle de entrada e saída do condomínio

O porteiro é um dos principais agentes para garantir a segurança do condomínio. Isso fica mais claro quando pensamos no volume de pessoas que entram e saem do empreendimento. Dependendo do tamanho do conjunto, mais de 1000 moradores podem acessar a edificação todos os dias.

Sendo assim, o porteiro deve saber quem entra e sai do condomínio. Caso o portão da garagem seja acionado pelo profissional, é recomendado que os carros tenham uma identificação com o número da unidade do morador. Normalmente, essa identificação é colocada no retrovisor interno dos carros.

Quando o profissional é novo no condomínio, é indicado que o síndico comunique os moradores. Paralelamente, o porteiro deve ser instruído a identificar todos os moradores através de uma lista disposta na portaria.

Recebimento de entregas

É comum que ao receber encomendas, o porteiro deixe a entrega na portaria e comunique ao morador destinatário para que vá até o local e busque sua compra. Contudo, deve-se garantir que a compra não será extraviada. Por isso, é recomendado que a portaria também possua câmeras.

Quando a entrega é comida, o mais recomendado é que em todos os casos, o morador vá até a portaria receber. Assim, ambos se asseguram que o alimento não estrague e fique frio (ou quente, no caso de bebidas). Essas especificações devem constar no regimento interno do condomínio.

Recepção de prestadores de serviço

A entrada de não-moradores nos condomínios é sempre uma questão delicada. Quando o condomínio contrata algum prestador de serviço ou fornecedor que fará uma visita ao empreendimento, é necessário que a administradora comunique à portaria com antecedência. O mesmo se aplica aos moradores, que devem deixar o porteiro do condomínio ciente quando contratarem algum serviço.

Recepção de convidados

Assim como prestadores de serviços, convidados de festas realizadas por moradores também devem ser identificados e ter sua entrada e saída do condomínio devidamente anotadas. Já falamos sobre isso no blog (você pode conferir clicando aqui), mas é indicado que uma lista com todos os convidados esteja disponível na portaria do empreendimento.

Comunicação com o síndico

O porteiro de condomínio pode ser uma peça chave para realizar melhorias no empreendimento. Devido ao contato constante com os moradores, ele pode levar os questionamentos para que o síndico possa tomar providências.

O que o porteiro não deve fazer?

Assim como as funções do porteiro de condomínio devem ser bem definidas, o que o profissional não deve fazer também deve ser exposto. Sendo assim, são necessários alguns cuidados.

O porteiro não pode deixar a portaria vazia em momento algum. Quando o profissional sentir necessidade de ir ao banheiro, ou algo do tipo, alguém deve cobri-lo. Uma sugestão, é que o zelador o substitua nesses momentos.

Sendo assim, o porteiro não deve deixar seu posto para levar encomendas nos apartamentos, ou ajudar os moradores com compras, caso não tenha alguém para substituí-lo.

Qual é a melhor forma de contrato? CLT ou terceirizado?

Quando é levantada a pauta da substituição ou contratação de um novo porteiro de condomínio em assembleia, as questões contratuais também são discutidas. O profissional será contratado pelo condomínio ou terceirizado?

Com o funcionário terceirizado, o condomínio adquire menos responsabilidades com o profissional. Desde a realização da folha de pagamento e conferência de horas extras até questões de comportamento. Caso seja necessário substituir o porteiro, o processo se torna mais fácil também. Sendo assim, o custo com o funcionário terceirizado é mais alto, mas a burocracia é menor.

Quando o porteiro é contratado diretamente pelo condomínio, a quantidade de responsabilidades do empreendimento para com o profissional é maior. Quando é necessário realizar a demissão do profissional, o custo é maior. Porém, normalmente o porteiro contratado do condomínio possui mais vínculo com os moradores.

No momento de escolha, o melhor a se fazer é conversar com a administradora e realizar uma assembleia para decidir o que é melhor para o condomínio.

Portaria remota

Alguns condomínios optam pela substituição da portaria presencial pela portaria remota. A portaria virtual possui sua vantagens e desvantagens (você pode conferir mais sobre o assunto clicando aqui). É necessário colocar no papel a necessidade dos condôminos e qual é a opção mais vantajosa para o seu condomínio.

Segurança do porteiro

Assim como a maior função do porteiro é garantir a segurança do condomínio, sua segurança também deve ser zelada.

É recomendado que a guarita onde o profissional exerce seu trabalho seja blindada ou seja protegida de possíveis assaltos ou confusões da rua. Uma atitude simples, mas que também pode ser de grande impacto, é disponibilizar uma lista pequena com os números da Polícia Militar (190), SAMU (192) e Corpo de Bombeiros (193) com fácil visualização na portaria.

Porteiro de condomínio: segurança no empreendimento

Como falamos anteriormente, o porteiro de condomínio exerce uma das principais funções para garantir a segurança do condomínio. Sendo assim, ele deve ser valorizado!

Gostou de saber mais sobre a função do porteiro de condomínio? Continue acompanhando o blog da LAR e compartilhe nossos conteúdos em suas redes sociais!