tudo-sobre-individualizacao-de-agua-em-condominios

Tudo sobre individualização de água em condomínios

Seja cedo ou tarde, a individualização de água vai fazer parte da pauta da assembleia do seu condomínio. Afinal, a diretriz já faz parte da Legislação Brasileira. Por conta disso, é de extrema importância entender essa forma de medição. 

Com um objetivo sustentável ou voltado à economia de recursos, a medição individualizada de água pode ser uma boa alternativa para condomínios. A fim de solucionar suas dúvidas sobre o assunto, criamos um conteúdo sobre tudo o que você precisa saber sobre individualização de água. Confira: 

O que é medição individualizada de água? 

A individualização de água é um método utilizado em condomínios para que cada morador/proprietário seja responsável pelo pagamento do uso de sua própria unidade. No passado, a única forma encontrada por esses empreendimentos consistia em dividir todo o valor consumido pelo total de casas ou apartamentos da comunidade. 

Nesse sentido, a medição individualizada de água oferece mais autonomia para cada unidade acompanhar seus gastos e controlá-los de modo mais assertivo e transparente. 

O que diz a Lei sobre a individualização de água?  

A Lei 13.312, sancionada pelo então presidente Michel Temer, determinou que novos condomínios devem ser entregues, a partir de 2021, preparados para a medição individualizada de água. Essa diretriz altera a Lei 11.445, de 2007, que conta com definições sobre as normas de saneamento básico no País. 

Segundo o material, o principal objetivo da individualização de água é a criação de um padrão de sustentabilidade ambiental nas edificações brasileiras. Porém, existem outros benefícios da mudança. Falaremos sobre eles a seguir. 

Vantagens da individualização de água em prédios 

Vantagens-da-individualizacao-de-agua-em-predios

Síndicos e moradores podem se beneficiar da leitura individual de água em condomínios. Separamos os principais ganhos:

  • Facilidade para detectar vazamentos de água em uma unidade específica;
  • Aumento da sensação de controle e autonomia do proprietário sobre a água utilizada em sua própria residência;
  • Economia nas unidades e do condomínio como um todo;
  • Diminuição da possibilidade de qualquer fraude relacionada ao abastecimento de água;
  • Contribuição no desenvolvimento mais sustentável do planeta, já que contribui para um menor uso de água;
  • Aumento da segurança do edifício, já que algumas empresas de individualização de água realizam medição remota. 

Hidrometria em condomínios: tipos de medição

Hidrometria-em-condominios-tipos-de-medicao

A tecnologia traz recursos interessante para a leitura individual de água. Existem três sistemas principais que realizam esse tipo de trabalho. É papel do síndico e da administradora de condomínio decidir pelo método ideal. Entenda agora as diferenças entre eles:

Medição por radiofrequência 

A leitura individual da água realizada por esse sistema é realizada sem fiação. A medição acontece nos hidrômetros de cada unidade. Após recolher as informações sobre os gastos, o método faz uso da radiofrequência para passar os dados a uma central.

  • Tecnologia wireless que dispensa qualquer tipo de fiação;
  • Com essa individualização de água não é necessário realizar grandes reformas;
  • Pode ser adotada tanto em condomínios novos quanto nos mais antigos;
  • Indicada para edificações com grande número de prumadas (canos mestres que realizam a distribuição de água).

Medição digital

Nesse modelo, a leitura individual de água é realizada por meio de um sistema de computador. O método consiste na instalação de hidrômetros exclusivos para cada unidade. 

  • Como a medição é feita pelo computador, pode ser adotado por condomínios com grande número de unidades sem um gasto excessivo;
  • Nesse tipo de individualização de água, algumas obras devem ser realizadas. Por isso, pode não ser a alternativa mais indicada para condomínios antigos;
  • Deve ser adotada por edificações com um número restrito de prumadas;
  • A leitura individual aqui pode ser realizada à distância. 

Medição pulsada

Essa medição individualizada de água funciona da seguinte maneira: o hidrômetro instalado deve contar com uma saída pulsada. Assim, esse espaço passa a enviar uma espécie de impulso elétrico para um painel instalado a fim de notificar o uso de um litro de água.

  • Todo tipo de edificação pode utilizar o sistema de leitura pulsada, tanto antigos quanto novos;
  • Esse recurso possibilita a instalação de um bloqueador de água, que corta o acesso de inadimplentes. Porém, essa prática não é indicada pela maioria dos tribunais brasileiros.

Como individualizar água em condomínio? 

Se você chegou ao fim desse post e pretende realizar a individualização de água em seu condomínio, saiba que é preciso seguir alguns passos:

  1. A medição individualizada de água só acontece depois de reformas, sejam elas de pequena ou grande escala. Por isso, se mostra necessário seguir as diretrizes do Código Civil Brasileiro sobre esse assunto;
  2. A individualização deve ser vista como uma obra útil. Sendo assim, não faz parte da conservação da edificação, mas funciona como uma mudança que agrega valor ao imóvel;
  3. O tema deve ser levantado na assembleia de condomínio. Dessa maneira, como é uma obra útil, só deve ser realizada após aprovação de um quórum de 50%+1 das unidades do empreendimento;
  4. Após aprovação, síndico e administradora de condomínio devem realizar orçamentos de empresas de individualização de água a fim de encontrar o melhor custo-benefício.

Gostou das nossas dicas sobre a individualização de água em condomínios? Deixe seu comentário com suas sugestões para os nossos próximos posts ou tire suas dúvidas sobre esse assunto com a gente!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn